domingo, 8 de julho de 2012

História da Maquiagem parte 5

Olá meninas

Vamos dar continuidade aos post sobre a História da Maquiagem e seus segmentos agora falando um pouco sobre a maquiagem no seculo XX, espero que gostem.


A maquiagem no século XX

No começo do século, inspiradas por Chanel e pela Primeira Grande Guerra que causou a maior crise no mundo todo, incluindo os ateliers de moda, as mulheres se livraram de qualquer excesso, incluindo os tecidos e a maquiagem. Até a década de 30, os olhos eram provocantes mas ao mesmo tempo, delicados. As pálpebras eram pintadas com sombras coloridas e inclusive de preto. As sobrancelhas eram quase depiladas, apenas um risco delineado. Para se diferenciar das melindrosas que usavam maquiagem bem carregada e quebrar a vulgaridade, dando um tom mais delicado à maquiagem, usava-se pouco carmim das bochechas e batonsclaros e discretos.
Depois da Segunda Guerra, novamente a economia entrou em crise abalando o mercado decosméticos em função da falta de matéria-prima. Porém, a beleza era fundamental na época, era sinônimo de saúde e, por isso, indispensável. Dizem que situações desesperadas exigem medidas desesperadas e é nessas horas que surgem as idéias mais criativas. E foi justamente o que as mulheres da década de 40 fizeram, começaram a fabricar novamente suas próprias maquiagens. Usavam carvão como sombra para os olhos, graxa para os cílios e sobrancelhas e faziam uma espécie de blush líquido com pétalas de rosas e álcool. E não há como esquecer a famosa pintinha na bochecha esquerda, para equilibrar a imagem com a piteira e o cigarro que ficavam no lado direito. Para simular as meias calças que também estavam em falta nas lojas por causa da crise dos tecidos e da seda, as mulheres sujavam as pernas com carvão e faziam um risco vertical na parte de trás das pernas que substituíam a costura das meias. Uma ótima saída!
Já na década de 50, sabendo dessa necessidade agora quase inerente à mulher, começaram a investir novamente no mercado de cosméticos. Houve uma infinidade de reformulações dos mais variados produtos. Inspiradas pelas donzelas dos cinemas, as mulheres investiam na fragilidade e feminilidade, nos rostos pálidos de pó de arroz. Os lábios eram mais sedutores, pintados de vermelho ou rosa. Nos olhos, os cílios eram longos e com máscaras escuras e as pálpebras eram bem modeladas por sombras. A beleza da década era quase totalmente inspirada por Brigitte Bardot, com sua maquiagem à lá Saint Tropez, com clima navy, apenas dois riscos de delineador nos cantos externos dos olhos.
Daí as crianças do “baby boom” pós Guerra cresceram e se tornaram rebeldes. Mary Quent criou a minissaia e o visual sexy fatal ficou totalmente ultrapassado. A moda agora era ser irreverente. Os olhos eram grandes, com lápis branco na parte inferior edelineador preto em toda a volta; cílios postiços enormes davam o toque ousado. Aspálpebras e os lábios eram ultra-coloridos,rosa choqueverde limãolaranja. As meninas chegavam a usar três delineadoresde cores diferentes, um sobre o outro, fazendo uma sombra tricolor. Os anos 60 foram de pura ousadia e inocência. Essa moda deu inicio ao movimento pop americano que depois se refletiu inspirando as maquiagens coloridas e brilhantes oitentistas.
Depois do ano de 1969 não havia mais imposições, a moda agora era a liberdade, inspirados pelo ritmo das guitarras e baterias do rock n’ roll do festival de Woodstock. Podia-se escolher o estilo que quisesse seguir, punk, hippie, moralista, sexy, tudo era aceitável. Porém a tendência era a pele bronzeada, o rosto corado, os lábios cintilantes. Mas as mulheres continuavam a destacar os olhos, bem expressivos e apagar a boca, que agora era coberta com base e pó e só depois de bem clara, ganhava algum brilho. Os cabelos eram soltos, repicados, esvoaçados, com luzes. A moda era ser totalmente livre, podia até não usar maquiagemnenhuma.
Porém, foi na década de 80 que as mulheresexperimentaram de tudo realmente. A moda era ser extravagante, excêntrica, original. Os olhos eram cintilantes de azul ou violeta, ou qualquer outra cor que destacasse tanto quanto. Os cílios ganharam máscarascoloridas e à prova d’água, havia rímel azul, laranja, rosa. As maçãs do rosto eram de um tom laranja acobreado que corava e provocava, ao mesmo tempo e faziam par com os lábios bem vermelhos. A busca pela beleza era fundamental, homens e mulheres cultuavam o corpo e as academias e fábricas de roupas para ginástica nunca lucraram tanto. Nada mais inteligente do que investir em beleza, foi ai que as maquiagens ganharam o ciclo de estações da moda, era uma tendência nova a casa Fashion Week internacional.
Mas muito expressionismo cansa. E foi desse cansaço que surgiram os anos 90. As mulheres, cansadas de tanta extravagância, procuraram o minimalismo. Tanto nas roupas quanto namaquiagem, a moda era ser discreto, básico, preto, bege, marrom. As tatuagens e piercings ganharam espaço em tom de expressão e deboche. Cabelos curtos, roupas folgadas e sem muita estampa, lábios marrons, alguns tons de laranja, olhos pretos ou sem sombra alguma. Influenciados pelo grunge, pelos indianos, pelos japoneses.
Final de milênio, começo de um novo. Tudo o que podia ser feito e experimentado já foi feito e experimentado. Nasce então a década das releituras, das misturas, da liberdade para se identificar. Há quem seja sexy fatal inspirada nos anos 40, há quem seja irreverente como nos áureos 50, há quem use espartilho e depile a sobrancelha, há os punks, os hippies, os clubbers, as lolitas, os minimalistas. Também por culpa da efemeridade da moda, que fica mudando cada vez mais rápido, a cada temporada e do consumismo que faz todo mundo sentir vontade de ter um guarda-roupas novo com tendências novas a cada seis meses e atualmente a cada três meses. E não só roupas novas, mas maquiagens novas, com cores novas, com tecnologias novas.
Ultimamente vivemos a tendência oitentista, tudo é muito colorido, exagerado, sem limites… Tanto nos olhos que suportam sombras azuis no meio das pálpebras, dourada nas extremidades internas e azul escura nas partes externas e côncavo, quanto nas bochechas avermelhadas e nos lábios laranjas ou pretos. Até a próxima estação chegar, e mudar tudo outra vez!